quinta-feira, maio 23, 2013


Não é a primeira vez que esta Jornalista (porreta) dá uma pancada que eu fico de boca aberta, o nome da nossa heroina é Rachel Sheherazade  ela na segunda feira (20/05) a noite fez um comentário que deixou o SBT de calças justas e gerou a uma enorme polêmica no país, apenas por criticar o programa Bolsa Família.

Apresentadora do SBT Brasil foi dura ao destacar a dependência das pessoas nesta esmola governamental, ainda falou o que seria dessas pessoas caso o "din din" realmente não fosse pago, segundo ela as famílias voltaria a pobreza extrema.

O correto na visão dela, na minha também e acredito que na maioria das pessoas, o correto seria as pessoas buscar capacitação e emprego não ficando a mercê do tal beneficio para sempre, todos sabemos que de uma hora para outra o mesmo pode realmente acabar, logico que isso não será de uma hora para outra, como foi anunciado, mas não é obrigação do governo dar este beneficio.

Eu vou mais longe que foi a repórter porreta, acredito que desde Lula há um entendimento para que eles permaneçam no poder, percebam o alcance dos benefícios oferecidos pelo Governo Federal, percebam ainda a quantidade de pessoas assistidas, a cada dia percebemos promessas de mais assistencialismo, isso é a perpetuação do poder, percebemos isso em outros países, ou seja, a população fica refém do poder e quem lá está permanece e se nossas Leis Eleitorais não permitem reeleições múltiplas, eles vão indicando e toda eleição chegará o terrorismo, olha Zé Povinho se não votar na minha reeleição ou na eleição de fulano, sicrano irá acabar com os benefícios que vocês recebem.

Por estes fatos que “partidos prostituidos” permanecem ao lado de quem comanda este País e aí deles se baterem de frente, estão fadados a não ter seus candidatos eleitos, pois o povo quer a miséria oferecida, aliás o povo necessita, mas quando nossos políticos aprenderem que o certo é ensinar a pescar e não dar o peixe, talvez este País saia da miséria que ainda se encontra.

Alex Hudson
Rio Bonito – RJ


Leia e assista a opinião da jornalista:

“O boato foi mesmo maldoso. Provocou tumulto, confusão, quebra-quebra... Deixou aflitas milhões de famílias que dependem dessa ajuda do Governo.

Mas, que o imbróglio sirva, ao menos, de alerta.

E se a bolsa, de fato, acabasse?

E se o poço, simplesmente, secasse?

O que seria desses milhões sem educação, sem emprego, sem profissionalização, totalmente dependentes do poder público?

O Governo diz que milhões saíram da pobreza extrema, mas que paradoxo! Esses mesmos milhões ainda dependem de ajudas sociais para sobreviver.

Não há fórmula mágica pra vencer a miséria. Não se sai da pobreza sem trabalho, sem salário, sem ganhar, com o suor do rosto, o pão de cada dia.

Assistência tem que ser provisória, senão vira dependência, senão gera parasitismo...

Quem vive do bolsa-família precisa subir a um outro patamar, ganhar profissionalização, conquistar seu emprego, cuidar da própria vida.

Um dia o poço pode secar. É preciso, agora, aprender a pescar.”

Rachel Sheherazade  
Jornalista do SBT Brasil
video

0 comentários:

Top Mais Lidos

"Projetar Brasília para os políticos que vocês colocaram lá,
foi como criar um lindo vaso de flores
para vocês usarem como pinico.
Hoje eu vejo, tristemente,
que Brasília nunca deveria ter
sido projetada em forma de Avião
e sim de Camburão...”.

A.D.



Tão lindas eram suas MATAS
Tão verdes eram seus montes
Tão límpidas eram suas aguas
Tão pacifico era seu povo
Hoje é apenas um arremedo do que foi ontem
O tal progresso insiste em exterminar tudo o que um dia foi bom, gostaria de lhe preservar aos meus olhos
Sobrou apenas a lembrança do que você já foi MINHA AMADA RIO BONITO.

Alex Hudson
(27/11/2011)